Solução de problemas bancários pela internet.
5 de outubro de 2016
Opa! Comunicação e Design
29 de abril de 2017

CONHEÇA A REALIDADE SOBRE TROCAS DE MERCADORIAS

 

 

As empresas só terão a obrigação de trocar o produto se tiver com defeito. Se você ganhou uma roupa, por exemplo, com o tamanho errado ou que não tenha gostado do modelo, a loja não tem obrigação de trocar. Porém, na maioria das vezes, as lojas aceitam fazer a troca para cativar o cliente.

 

 

PRODUTO COM DEFEITO

 

Agora se você comprou algo com defeito, você tem por lei 90 dias para reclamar de bens duráveis. Se o defeito for aparente, o prazo começa a contar da data da entrega do produto ou da compra na loja. Entretanto após a reclamação passados 30 dias, o fornecedor (loja ou assistência técnica) não tiver consertado o produto, você pode exigir a sua troca por outro igual ou pedir seu dinheiro de volta.

Para reclamar de um defeito, você precisa apresentar a nota fiscal para comprovar a origem do produto e a data da compra. Também vale recibos, contando que eles tragam CNPJ, endereço e identificação do comerciante ou fabricante. Algumas lojas usam etiquetas com números de série ou códigos de barra para identificar os produtos. Elas são suficientes para provar que você comprou o produto naquela loja.

 

 

ARREPENDIMENTO SÓ NESTAS SITUAÇÕES:

 

 

Se você comprou um produto pela internet, catálogo, telefone ou pela televisão, você tem sete dias, a contar da data do recebimento do produto, para desistir da compra, devolver o produto e pedir seu dinheiro de volta. O ideal é que você não arque com custo algum, nem mesmo com o envio de devolução do produto. Mas, em geral, na prática, infelizmente o frete para devolução acaba sendo pago pelo consumidor.